| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL DA GUARIROBA
Desde: 20/05/2009      Publicadas: 66      Atualização: 03/11/2011

Capa |  Artigos  |  Bairro Modelo  |  Biblioteca de Ceilândia Sul  |  Campus UnB Ceilândia  |  Cidadania  |  Ensino Superior  |  Escola Técnica de Ceilândia  |  Estação do Metrô Guariroba  |  Fórum das Prefeituras  |  Lançamento de Livros  |  Limpeza do Bairro  |  Negócios  |  Parque Ecológico de Ceilândia  |  Praça do Nazareno  |  Projeto Mala do Livro  |  Quadradão da 20  |  Universidade de Quadrinhos


 Cidadania
  30/09/2010
  0 comentário(s)


Jardins: de sítio a bairro modelo
Para viabilizar um grande projeto como este,
além da aquisição de áreas, é necessário
que haja um planejamento das vias de
acesso e das necessidades de serviços de
saneamento e não foi diferente em relação à
área ocupada pelo bairro Jardins. As
sucessivas crises econômicas e a crescente
demanda por recursos públicos faziam com
que a municipalidade não tivesse condições
de investir na urbanização de uma área até
então desocupada, enquanto outras mais
densamente povoadas clamavam pela
melhoria de serviços públicos.
Jardins: de sítio a bairro modelo
Publicada: 31/07/2008

Um milhão de metros quadrados; investimento total de US$ 100 milhões; criação de moradias para
mais de cinco mil famílias; bairro hoje com maior número de avenidas de Aracaju. Os números
expressivos referem-se ao Jardins, implementado a partir de 1983, depois de um exercício de
planejamento de longo prazo da diretoria da Construtora Norcon, dos irmãos Luiz e Tarcísio
Teixeira. Hoje, o bairro viabiliza mais de 15 mil empregos diretos com os negócios que ali se
instalaram e o metro quadrado do local, antes comercializado por R$ 30, hoje custa R$ 1.200, uma
valorização de 4.000%. Dez novas avenidas mudaram radicalmente a ligação norte-sul da cidade,
desafogando, desafogando o trânsito nos outros pontos da cidade. O espírito empreendedor dos
dois empresários sergipanos foi destaque no workshop "Marketing para Empreendimentos
Imobiliários", ocorrido em em Recife, nos dias 23 e 24 passados. A gerente de Marketing da
construtora, Karla Vandréa, uma das palestrantes do evento, expôs aos participantes como os
conceitos de marketing não existem isoladamente, assim como os conceitos da economia, da
sociologia e de tantas outras áreas de estudo. "É preciso uma visão sistêmica e multidisciplinar
para conseguir resultados robustos, principalmente em um cenário de aumento da competitividade
e do profissionalismo das empresas de construção civil", explicou ela.

No início de tudo, o processo de alienação dos terrenos, onde funcionava a estação de pesquisa de
coco, pertencente à Embrapa, foi lenta. A aquisição das áreas privadas dependia da negociação
com seus proprietários, mas a área mais interessante era a que pertencia à Embrapa, sendo
inclusive, substancialmente maior que o conjunto das propriedades privadas. O investimento total
na aquisição das áreas era de grande monta e a saúde financeira da empresa não poderia ser
comprometida sob pena de inviabilização não só do projeto, mas da própria empresa. O processo
de aquisição se arrastou por quase oito anos, mas o projeto foi tomando corpo à medida que novas
áreas eram adquiridas. Afinal, no grande projeto imobiliário também estava prevista a construção
do Shopping Jardins.

A necessidade de urbanização


Surge aí a iniciativa da Norcon de propor à municipalidade uma parceria público-privada, hoje
apresentada como nova saída para a escassez de recursos públicos para investimento. A Norcon
propôs ao Prefeito de Aracaju que fossem licitadas as obras de drenagem e abertura de vias na
região do Projeto Jardins: as áreas seriam doadas à Prefeitura pela empresa e os licitantes
vencedores, ao invés de receberem o pagamento em dinheiro, aufeririam créditos tributários junto à
municipalidade, que seriam descontados ao longo do tempo.

Além do interesse empresarial, a Prefeitura de Aracaju viu a possibilidade de resolver pontos de
estrangulamento na ordenação do trânsito e solucionar problemas graves de drenagem em
grandes avenidas das proximidades do Projeto Jardins. Assim, ao apoiar este projeto, toda uma
comunidade circunvizinha seria beneficiada, além da ampliação da base de contribuintes dos
impostos municipais, notadamente o IPTU. Com esta iniciativa, o Projeto Jardins viabilizaria a
construção de mais nove avenidas, além das vias de acesso vicinais, tornando-se a área com a
maior densidade de avenidas dentro da capital de Sergipe. Aceita a sugestão pela Prefeitura, a
Norcon passou a prover a região da abertura e pavimentação de ruas e avenidas e da drenagem
dos canais necessárias à urbanização da área. Estas obras foram bancadas com recursos
próprios da empresa e para serem viabilizadas o processo durou aproximadamente seis anos.

A preparação da infra-estrutura interna

Estabelecido o foco na produção de edifícios de apartamentos, a variedade do produto vai dos
imóveis para a faixa da população com renda mais baixa (em torno de R$ 1,5 mil/mês) até a faixa
da população com renda bastante elevada (acima de R$ 20 mil/mês). Essa variedade justifica-se,
primeiramente, pela atratividade existente na comercialização de imóveis de luxo, que têm um valor
agregado bastante grande e que, por conseqüência, produzem uma lucratividade maior, mas que
têm uma demanda pequena. Em segundo lugar, existe uma demanda por imóveis com valor
agregado mediano e que produzem uma lucratividade também mediana e em terceiro aparece a
demanda por imóveis de baixo custo, muito maior que as outras, mas que produz uma lucratividade
bem menor. Para manter-se sustentável, a construtora resolveu atuar nas três faixas de demanda,
procurando enfatizar uma das faixas quando a demanda cresce mais.

A Norcon aumentou sua capacidade de produção, em função do aumento da demanda, e chegou a
um corpo funcional composto de 50 pessoas, aproximadamente, na área administrativa, e cerca de
1.400 pessoas envolvidas diretamente com a produção.

A construção do Shopping Jardins

Para viabilizar os projetos imobiliários era necessário, então, dotar a região de um conjunto de
serviços e de um comércio vigoroso, que realmente tornasse a localização atrativa para os
consumidores. A decisão foi viabilizar a construção do Shopping Jardins.

A idéia da empresa não era abrir um novo ramo de negócio para atuar, mas viabilizar o projeto
imobiliário que é o foco de sua atuação. Para conseguir realizar o projeto do Shopping Jardins seria
necessário um montante de recursos financeiros que a empresa não teria e para suprir estas
necessidades foi apresentada uma proposta de financiamento ao BNDES.
Além do apoio do BNDES, a Norcon buscou a parceria com a principal rede de supermercados de
Sergipe, a Rede G Barbosa que aceitou a empreitada de construir uma nova loja no futuro bairro.
Com estas parcerias formadas, o projeto avançou e, finalmente, em novembro de 1997, foi
inaugurado o Shopping Jardins, com cerca de 80 lojas e com algumas lojas de marcas nacionais.
Seu processo de expansão foi rápido e, já em 1998, foi inaugurada uma segunda etapa,
contemplando o Shopping Jardins com o terceiro cinema no formato Multiplex do Nordeste, da rede
Cinemark, antes existente somente em Salvador e Recife. Outras âncoras foram agregadas como
as Lojas Americanas e a C&A.

O desenvolvimento do Shopping Jardins se deu de forma tão eficiente que a empresa, já no ano
2000, vendo o vigor do novo empreendimento, decidiu sair do ramo para voltar ao foco principal: a
construção de condomínios verticais e horizontais.

Dentro desta perspectiva de crescimento e investimento, o Shopping Jardins, hoje, apesar de oito
anos mais novo que seu principal concorrente, é o shopping center mais movimentado da cidade,
conta com um mix de lojas cada vez melhor e está em plena expansão. Dispõe atualmente de dez
âncoras, gera mais de dois mil empregos diretos e movimenta toda uma estrutura de produção de
riqueza que não existia há cerca de 15 anos.

Diante do pioneirismo da Norcon, outras construtoras começaram a atuar nas imediações do
projeto principal. Hoje, são cerca de oito construtoras edificando residências dentro do bairro
Jardins, afastando a idéia de monopólio, mas enaltecendo a visão pioneira e empreendedora da
Norcon e os frutos deste pioneirismo.

Revista Exame destacou a estratégia da construtora sergipana

A estratégia empregada pela Norcon para ingressar em novos mercados, aproveitando a expansão
da economia do Nordeste com índices acima da média nacional, foi destacada na revista Exame
PME, que publicou matéria em que menciona os investimentos feitos pela construtora voltados para
a classe "C".

"Em vez de limitar-se aos empreendimentos de alto padrão " sua grande especialidade " a Norcon
entrou no terreno das classes de renda mais baixa da região", destaca o texto da revista deste mês
de maio. A Norcon uniu a realidade do déficit habitacional da região, com o momento favorável de
crescimento econômico para expandir seus negócios junto ao segmento da sociedade que foi
beneficiado pelo crédito imobiliário nos últimos anos.

Os bons resultados alcançados nessa camada social pela Norcon são frutos de um trabalho
arrojado de expansão para novos mercados, iniciado em 2005, quando levou seu padrão de
qualidade já reconhecido pelos sergipanos para os territórios vizinhos. Inicialmente investiu em
Maceió e em 2006, chegou em Feira de Santana e Salvador, cidades baianas onde já possui igual
presença marcante. Hoje conta também com escritórios em Recife (PR) e Fortaleza (CE) e até 2009
planeja ingressar no Maranhão e no Pará.

"A nossa meta é o crescimento. Nesses 50 anos buscamos chegar a parâmetros que
consideramos como o ideal, vencemos dificuldades e hoje comemoramos o melhor momento
econômico para o setor. Chegamos a novos mercados e tudo isso foi fundamental para a
consolidação da empresa", afirma o diretor superintendente da Norcon, Cristiano Teixeira.
O crescimento da empresa nesse período é traduzido pelos investimentos empregados pela
Norcon. O período de importantes ganhos fez a construtora configurar entre as principais do setor e
consolidar sua marca entre as maiores do país, sendo a segunda maior do Norte e Nordeste. A
entrada em outros mercados refletiu no faturamento da empresa, que passou de 60 milhões para
130 milhões de reais nos últimos dois anos.

Fundada em 1958, a Norcon atua na incorporação e construção civil desde 1973, sempre buscando
a excelência na qualidade dos seus empreendimentos. Em quase 50 anos, já entregou mais de 15
mil unidades, entre imóveis residenciais e comercias, estando sempre à frente no mercado de
imóveis sergipano. "Sem dúvida esse novo pódio que alcançamos é um orgulho para todos nós
que fazemos a Norcon e nos mostra também que traçamos o caminho certo: o caminho da ética, do
respeito ao nosso cliente e da busca constante da qualidade dos nossos empreendimentos",
declara Cristiano Teixeira.



  Mais notícias da seção Cidade no caderno Cidadania
20/10/2011 - Cidade - 1ª Caminhada pela Paz
Dia 30 de Outubro de 2011....
17/08/2011 - Cidade - Demolição da Bat-Caverna próximo ao SuperCEI
Toda a população e a mídia está convidada a assistir esse evento....
20/07/2011 - Cidade - Entrevista com o Prefeito Higor Sávio do bairro Guariroba e Nova Guariroba
O jornal da Guariroba tem a honra de entrevistar o Prefeito Higor Sávio da Guariroba e Nova Guariroba sobre importantes projetos para nosso bairro. ...
10/01/2010 - Cidade - Doação de livros para nova biblioteca do viaduto do Metrô de Ceilândia Sul
A criação da Biblioteca comunitária de Ceilândia Sul é um começo de um sonho para os moradores da Região de Guariroba, Psul e Cei-sul....
26/11/2009 - Cidade - Comerciante da Guariroba rasga o verbo
Comerciante da Guariroba se desespera....
08/11/2009 - Cidade - Criação da Praça Leonardo da Vinci na Qnn 20
Precisamos mobilizar os moradores para criação dessa praça....
13/09/2009 - Cidade - Grande Culto Pentecostal no Quadradão da 20
Todos os domingos ...
11/06/2009 - Cidade - Ceilândia Sul e Guariroba podem ganhar parque
Os moradores da Guariroba necessitam de um área de lazer. Nós moradores da guariroba estamos na luta para que a Guariroba seja o melhor lugar para se viver....
06/06/2009 - Cidade - Criação de dois parques na Guariroba
Ame a Guariroba....
06/06/2009 - Cidade - Criação de dois parques na Guariroba
Ame a Guariroba....
06/06/2009 - Cidade - Pintura de muros e meio-fios na Guariroba
o melhor bairro de se viver do DF fica no setor Guariroba de Ceilândia....
27/05/2009 - Cidade - Revitalização do comercio da Guariroba
transformar o Setor guariroba num bairro Prospero....



Capa |  Artigos  |  Bairro Modelo  |  Biblioteca de Ceilândia Sul  |  Campus UnB Ceilândia  |  Cidadania  |  Ensino Superior  |  Escola Técnica de Ceilândia  |  Estação do Metrô Guariroba  |  Fórum das Prefeituras  |  Lançamento de Livros  |  Limpeza do Bairro  |  Negócios  |  Parque Ecológico de Ceilândia  |  Praça do Nazareno  |  Projeto Mala do Livro  |  Quadradão da 20  |  Universidade de Quadrinhos
Busca em

  
66 Notícias